Julia Lopes de Almeida, escritora (1885)

Total de Visualizações : 75
Aumentar o Zoom Reduzir o Zoom Lista de Leitura Imprimir

Quando a carioca Júlia Lopes de Almeida começou a escrever.

Ela começou a escrever para jornais em 1885 e encontrou forte oposição contra as mulheres jornalistas.

Mas o surto de literatura feminina verificado na França, na última década do século XIX, contribuiu para diminuir esse preconceito. As famílias mais esclarecidas passaram a acompanhar suas obras realistas e bem-humoradas, publicadas em forma de folhetim no Jornal do Commercio (RJ).

Assim surgiram romances como A Família Medeiros e Correio da Roça e contos como Reflexões de um Marido, de que Arthur Azevedo retirou o tema da comédia O Dote. A terrível condição da mulher, "capricho da sombra do homem", que lhe vedava o voto e a obrigava a aceitar baixos salários e a prostituir-se aos patrões quando precisavam trabalhar, é denunciada pela escritora em suas polêmicas conferências feministas.

Veja mais...

Fotos Recentes